Voltar ao site

JUNTAS reforçam apoio ao ato Fora Bolsonaro

As codeputadas estarão mais uma vez no ato tomando todos os cuidados necessários para prevenção contra a covid-19

· NOTÍCIAS,DISCURSOS

No próximo sábado (19) será realizado mais um ato de rua em todo o Brasil pelo “Fora Bolsonaro”. Pensando nisso, as codeputadas Juntas (PSOL-PE) levaram à plenária da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) desta quinta-feira (17) a ação e demonstração de apoio ao ato. O país está mergulhado em uma situação gravíssima e os movimentos sociais estão fazendo sua parte, exigindo a saída de um presidente que tem praticado uma política de morte para a população e vendido o país.

De acordo com as codeputadas, já são mais de 488 mil mortes no Brasil, com média semanal de mais de 2 mil e 800 novos casos. São dados alarmantes, resultantes da estratégia genocida de Bolsonaro, que não tomou as devidas providências quando as vacinas lhe foram oferecidas. O presidente novamente está estimulando as pessoas a estarem nas ruas, a não usarem máscaras, a tomarem remédios que comprovadamente não curam a covid-19 e ainda colocam em risco a vida de quem faz uso.

As Juntas classificam essas atitudes como genocidas. É um extermínio deliberado de parte da população brasileira, pois ele escolheu não seguir as orientações de contenção da pandemia e ainda atrapalha todas as medidas que são tomadas. Não é possível que uma parte da sociedade continue indiferente às estatísticas, à dor e ao sofrimento de quase 500 mil famílias. Para além das mortes em si, é preciso também falar do desemprego, que alcançou a taxa recorde de 14,7% no primeiro trimestre de 2021. São quase 15 milhões de desempregados, em um momento em que a pandemia piora no país.

A taxa de desemprego em Pernambuco atingiu 21% no final do primeiro trimestre, para pessoas acima de 14 anos, empatando com a Bahia no primeiro lugar do Brasil no desemprego. Aumentou também a informalidade aqui no estado. Quase 13% da população brasileira está abaixo da linha de pobreza extrema, ou seja, precisam sobreviver e sustentar suas famílias com apenas 246 reais por mês. São mais de 27 milhões de pessoas nesta situação, de acordo com os dados do IBGE.

Pernambuco, em abril, estava com mais de 34% do total de sua população em situação de extrema pobreza. Mais de um terço da população! Uma das causas desse aumento foi inclusive o corte do auxílio emergencial do Governo Federal, que baixou de 600 reais para 250. Outro fator importante nesse quadro de desigualdades é o aumento nos preços dos itens da cesta básica. De acordo com o Dieese, em mais de 10 capitais brasileiras, o custo da cesta básica aumentou entre 17 e 32 por cento. A população mais pobre está sendo cada vez mais empurrada para a fome.

As codeputadas ressaltaram que é preciso falar também sobre a violência que está cada vez mais presente no cotidiano das comunidades mais pobres do país. As ações letais das polícias nas favelas, os altos índices de feminicídio e de homicídios contra a população negra, especialmente contra os jovens. A postura agressiva do presidente, os discursos misóginos, racistas, estimulam atos de violência contra negros, contra mulheres, contra pessoas LGBTs em todo o país.

As Juntas afirmaram que é por todos esses motivos que elas estarão na rua novamente no sábado. Elas sabem dos riscos, por isso estarão mais uma vez com todas as medidas de prevenção e contenção da contaminação. Serão distribuídas máscaras e álcool 70% para todas as pessoas e seguirão com o distanciamento necessário para a segurança de todos, todas e todes. Como dizem os companheiros de luta da Colômbia, se em plena pandemia o povo precisa ir às ruas, é porque o governo é mais perigoso do que o vírus.

As Juntas esperam também que não haja mais situações de ataques aos manifestantes. Elas acreditam que o Governo do Estado vai garantir a segurança de todos e todas que estarão na passeata, para que o direito de manifestação seja respeitado.

Todos os Posts
×

Quase pronto…

Acabámos de lhe enviar um email. Por favor, clique no link no email para confirmar sua subscrição!

OK

...