Voltar ao site

 Juntas apoiam tombamento de igreja submersa em Petrolândia

Movimentos sociais protocolaram petição no dia 30 de novembro

· NOTÍCIAS

 O Instituto Geográfico e Histórico de Petrolândia (IGH) protocolou na última segunda-feira (30) um pedido à Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco (FUNDARPE) pelo tombamento da igreja do Sagrado Coração de Jesus, localizada no município do Sertão de Pernambuco. A iniciativa é uma ação conjunta entre o IGH, representado pela presidenta do Instituto, Paula Rubens, com a sociedade civil , representada pela geógrafa Milena Gomes, respaldada em um abaixo assinado com mais de mil assinaturas. A ação conta ainda com o apoio da Câmara de Vereadores de Petrolândia e do Coletivo Rio de Lutas de Paulo Afonso, na Bahia, e com o apoio da mandata coletiva das Juntas no legislativo estadual de Pernambuco.

Em 1987 a cidade de Petrolândia, no Sertão de Pernambuco, foi inundada para a construção da Usina Hidrelétrica Luiz Gonzaga. Após a inundação, apenas o topo da Igreja do Sagrado Coração de Jesus ficou visível.


As ruínas da igreja são o símbolo desse grande evento que carrega muitos sentimentos, e a memória do lugar. As visitas ao local são feitas com barco e catamarã diariamente no trajeto para a ilha (que é muito visitada) ou de uma localidade pra outra na borda do lago. Também é possível fazer mergulho nas ruínas totalmente submersas do antigo município.


A falta de cuidado, regulamentação, proteção fizeram com que durante todo esse tempo, os visitantes pudessem subir, tirar fotos, saltar das ruínas, trazendo risco à preservação da edificação histórica. Foi no último ano apenas que tentaram uma campanha para os responsáveis pelos barcos pedirem que ninguém subisse na edificação.


A pauta pelo tombamento tem o apoio das Juntas Codeputadas, que ao lado dos movimentos sociais entendem a importância de proteção desse patrimônio. No final de outubro as parlamentares estiveram na cidade de Petrolândia, visitaram a igreja e tiveram reuniões com a população para articular o fortalecimento desta pauta de pedido de tombamento.


Pelo decreto que regulamenta o tombamento, o secretário de Turismo, Cultura e Esportes tem que responder em até 48h sobre os pedidos enviados a ele. Passada uma semana do pedido de tombamento, ainda não houve resposta.

Todos os Posts
×

Quase pronto…

Acabámos de lhe enviar um email. Por favor, clique no link no email para confirmar sua subscrição!

OK

...